A importância da promoção do vículo afetivo


Interações do tipo “serve and return” ou interação responsiva constroem cérebros e habilidades. Imagine um jogo de tênis, onde você joga uma bola e ela é rebatida de um lado para o outro. O que queremos ilustrar é que uma mãe, um cuidador e um bebê estão interagindo entre si dessa maneira o tempo todo. A mãe diz uma coisa, o bebê diz outra. O bebê diz algo e a mãe responde a ele, num processo contínuo de “serve and return”.



Crianças mais novas naturalmente buscam interação, balbuciando, gesticulando e fazendo expressões faciais, e os adultos respondem da mesma forma. Essas interações são essenciais para o desenvolvimento de circuitos cerebrais saudáveis.


Devemos pensar nas implicações e apoiar a qualidade dos relacionamentos nos locais de cuidados para crianças, comunidades e lares, pois essas interações dão suporte ao desenvolvimento para uma arquitetura robusta do cérebro.


Interações sociais são essenciais para o desenvolvimento de circuitos cerebrais saudáveis nas crianças.

Existem estudos sobre o ambiente da linguagem do bebê, realizados em 1995 com famílias que vieram de três tipos diferentes de ambiente: crianças com mães em situação de pobreza, com mães de classe média e crianças com pais que possuíam educação superior. Os resultados mostraram que aos 16 meses de vida, não havia diferenças entre os bebês em termos de produção de linguagem, mas ao longo do tempo a lacuna foi ficando maior, o que já pode ser observado nos primeiros 24 meses de vida.


A metáfora final é o que chamamos de controle de tráfego aéreo. Em algum local do cérebro, você precisa estar apto a prestar atenção, inibir impulsos e manter mais de uma coisa na memória, para realizar mais de uma coisa ao mesmo tempo. É a tão falada multitarefa.


O responsável por esse controle de tráfego é o córtex pré-frontal. Chamamos de controle de tráfego aéreo porque o profissional responsável por isso em um aeroporto tem de prestar atenção em muitos aviões ao mesmo tempo, que estão manobrando, decolando e aterrissando.


Então, o funcionamento executivo do cérebro é um grupo de habilidades que ajudam a nos concentrarmos em múltiplos fluxos de informação ao mesmo tempo, estabelecer metas, fazer planos, tomar decisões, revisar e resistir a ações precipitadas. Entre as funções executivas estão:


– Controle Inibitório: filtra pensamentos e impulsos para resistir a tentações e distrações.


– Memória de trabalho: retém e manipula informações no cérebro durante curtos períodos de tempo, geralmente de três a cinco informações por vez.


– Flexibilidade cognitiva: ajuste a demandas, prioridades ou perspectivas alteradas, ou seja, adaptação a mudanças.


Pesquisas apontaram que quando esses conceitos são aplicados na infância, trazem mais autocontrole e preveem melhor saúde física e menos uso de substâncias ou casos relacionados à violência na vida adulta.



6 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
pngwing.com (2).png