Fobias podem ter origens genéticas


O que pensar quando sua mãe não pode ver uma barata subindo pelas paredes? Como explicar o fato de uma criança nunca ter ido ao circo e ter medo de personagens com cabeças e palhaços?

Um estudo na Universidade Emory de Medicina em Atlanta, USA, concluiu que as fobias podem ser incorporadas no DNA a partir das alterações químicas. De acordo com o Dr. Brian Dias, do Depto de Psiquiatria desta Universidade conclui que este fenômeno pode ser fator desencadeante de uma possível Transmissão Transgeracional de riscos para transtornos fóbicos. Os pais que apresentam comportamentos fóbicos podem transmitir aos seus filhos características destes comportamentos e os mesmos desenvolverem as mesmas fobias. Importante que estes sintomas sejam tratados para que respinguem numa força menor nos seus filhos.



Fonte: SBP


5 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo
pngwing.com (2).png