Kate Middleton divulga resultado do maior estudo sobre primeira infância do Reino Unido

O questionário, que foi uma iniciativa da duquesa, é o maior estudo sobre as percepções em relação aos primeiros anos de vida já realizado no Reino Unido e foi respondido por mais de 500 mil pais e mães. O formulário aborda como a próxima geração deve ser criada e também como a pandemia de Covid-19 afetou pais e responsáveis de crianças com menos de cinco anos de idade.


Kate revelou a primeira descoberta da pesquisa em um vídeo publicado nesta quinta-feira (26). "Noventa e oito por cento dos pais disseram que a criação é essencial para os resultados ao longo da vida", disse a duquesa. "Mas, na verdade, apenas um em cada quatro pais reconhecem a importância específica dos primeiros cinco anos de vida para uma criança. "


Entre as descobertas, ela revelou que 90% das pessoas veem a saúde mental e o bem-estar dos pais como essenciais para o desenvolvimento da criança. Porém, apenas 10% dos pais afirmaram reservar tempo para cuidar de si mesmos.


O estudo também indica que mais de um terço de todos os pais (37%) acredita que a pandemia de coronavírus terá um impacto negativo em seu bem-estar mental a longo prazo. O relatório diz ainda que 70% dos pais se sentem julgados pelos outros, e "quase metade acha que isso afeta negativamente sua saúde mental".


Outros resultados da pesquisa podem ser encontrados no site da Família Real. Lançado em janeiro, o questionário recebeu 527.898 respostas, das quais 435.141 eram do Reino Unido.









13 visualizações0 comentário
pngwing.com (2).png