Meu bebê está com febre. O que devo fazer?

A queixa mais frequente que leva mamães e papais às emergências pediátricas é a febre. Mas será esta um bicho de sete cabeças?


A febre é um sinal de alerta do corpo dizendo que algo não vai bem. Pode ocorrer após longos períodos de exposição ao sol (insolação), secundaria a doenças virais ou bacterianas, etc. Cada criança tem um limiar de temperatura que a deixará prostrada, logo, não necessariamente uma temperatura elevada é sinal de maior gravidade.


É importante observar como seu filho se encontra seja com uma febre de 37,8 quanto com uma febre de 39,0. Observar se ele está brincando, se está comendo, se está fazendo xixi normalmente, se não está dormindo muito. Da mesma forma é mito aquele dito popular que diz que a febre acima de 40,0 vai dar convulsão. Na maioria das vezes, a febre nas primeiras 48 horas, sem sinais de gravidade, requer observação em domicílio, haja vista sua resolução espontânea em poucos dias.

Então, o que fazer quando a criança tem febre? 1 - ter calma e ver se tem outros sintomas associados, como vômito, falta de ar, dor no corpo ou dor de cabeça, dor no peito, tosse. 2- entrar em contato com seu pediatra antes de ir à emergência para saber como proceder. 3- sempre ter em casa o antitérmico indicado pelo seu pediatra para administrar em caso de febre, mesmo que posteriormente seja necessário procurar à emergência.

Larissa Durães Formada pela Escola Bahiana de Medicina e Saúde Pública (EBMSP-BA) Especialização em pediatria pelo HCPA-UFRGS Especialização em Pneumologia Pediátrica pelo HSL-PUCRS Endereço do consultório: Avenida Ipiranga, 6690, centro clínico da PUCRS, sala 508. Telefone 33391638

13 visualizações0 comentário
pngwing.com (2).png